terça-feira, 27 de dezembro de 2016

Ele Está de Volta

Hitler acorda em pleno século 21. Esse é, basicamente, o enredo de Ele Está de Volta. A principio eu pensei que seria aquele típico filme um pouco zoado que mistura política com comédia, como O Ditador. Mas ao contrário, e isso me surpreendeu, se provou com um enredo menos voltado para a ridicularização do personagem, mas meio fraco, e com uma mensagem brilhante de conscientização no final. 


 ele esta de volta hitler alemanha terrorismo nazismo farscismo historia escola filme enem vestibular atualidades resenha alemanha isis estado islamico imigrantes xenofobia
Com um Hilter de 1,8 Ele Está de Volta peca com a falta de sustança no enredo, mas ganha com o final.

Sinopse:

 "Em 2011, Adolfo Hitler acorda num terreno baldio em Berlim, sem saber o que aconteceu após o ano de 1945. Desabrigado e desamparado, Hitler interpreta tudo o que vê em 2011 a partir de uma perspetiva nazi (por exemplo, ele considera que a imigração turca na Alemanha é um indício de Karl Dönitz ter persuadido a Turquia para juntar-se ao Eixo, e pensa que o nome Wikipédia originou-se dos víquingues, "Wikinger") e, apesar de toda a gente reconhecê-lo, ninguém acredita que ele é o próprio Hitler, e sim um comediante, ou um ator de método. Como resultado, os seus vídeos violentos e furioso tornam-se um enorme sucesso no YouTube, e ele alcança o estatuto de celebridade moderna como um artista. No final, ele usa sua popularidade para voltar à política." 

Fonte:Wikipédia

Minha opinião:

Falando a respeito do enredo em si, eu achei muito piegas/ Sessão da Tarde algumas partes, poderia ter sido abordado de uma outra maneira, mas o autor preferiu criar uma história boba de fundo e colocar o Hitler como um assessório. Foi totalmente desnecessário narrar uma história do canal de TV. Havia muitas piadas e ironias que dava pra fazer com esse tema. Isso me decepcionou um pouco, mas não deixou de ser um bom filme.

 Comentário: se você é um amante de geopolítica e história, como eu e meu irmão, terá dor de barriga de tanto rir de alguns trechos desse comédia! Principalmente se assistiu o filme A Queda (no meu caso eu tinha 8 anos quando assisti), rola altas referências. hahaha!

  Quanto o final, ah, isso sim é de se tirar o chapéu. E, é algo que se eu tivesse feito o roteiro não teria pensado. Bom, é de conhecimento da maioria das pessoas esclarecidas que o mundo está passando por ondas de estrema direita, como ocorreu em 1929. E isso pode acarretar em movimentos como os dessa década (cof-cof NaziFarcismo). E, um dos  motivos que está causando essas ondas na Alemanha é a recente imigração de países islâmicos somados aos atentados terroristas e xenofobia. Consequentemente, é um solo muito fértil para o surgimento de outro movimento como o de Hitler, que persiga as pessoas em prol de uma "raça superior". E Ele Está de Volta consegue de uma maneira brilhante conscientizar sobre isso.

  Agora, porque eu achei tão brilhante a mensagem final, bem, sabe aqueles filmes de terror? Que você vai se envolvendo com a história e acaba se envolvendo e simpatizando com os personagens? Então, Ele Está de Volta faz isso com você, só que o personagem é algo que nós sempre fomos educados a não simpatizar. Não vou falar mais spoiler!

Trailer:



Ah, tem na Netflix <3

-Gabriela B.

Insta: @seeyougabi
Snap: bertoldogabi

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...